Como fazer o bebê dormir a noite toda?

Essa dúvida é muito recorrente. Como fazer o bebê dormir a noite toda? Essa é a pergunta de 1 milhão de reais.

Diferente dos adultos os recém nascidos dormem 18 a 20 horas por dia mais ou menos. O sono REM dos recém nascidos (aquele sono mais leve, mais superficial, onde nos lembramos dos sonhos, movimentamos os olhos, o corpo e etc…) dura em torno de 40/50 minutos enquanto o nosso dura em torno de 90 minutos, o que implica de o bebê acordar várias vezes durante a madrugada.

Diferente do que se vê na internet infelizmente não existe fórmula mágica para fazer o seu bebê dormir, porém existem algumas dicas que você pode aplicar para melhorar o sono dele(a). Como vamos apresentar logo mais aqui.

Segundo a Academia Americana de Pediatria, até 1 ano de idade a criança precisa dormir cerca de 12 a 16 horas por dia para que elas possam concluir seus ciclos de sono e desenvolverem melhor. Isso inclui as sonecas.

Temos que levar em consideração também que 3 a cada 10 crianças possuem algum distúrbio do sono como insônia, que são causadas por cólicas, infecções, asma ou refluxo. Nesse caso o seu pediatra pode orientar melhor como pode-se melhorar o sono do seu bebê.

Mas então finalmente como fazer para o bebê dormir melhor? Fique atento(a) a essas dicas:

1- Começar desde cedo diferenciando o dia da noite (Durante o dia, por mais que a criança tire as sonecas deixe a casa iluminada, com luzes acesas. E a cair da tarde e a noite, luzes apagadas).

2- Rotina (Todos os dias fazer aquele ritual para dormir: banho, massagem, mamada e etc…).

3- Atividade física (Queimar bastante energia durante o dia, porém não é recomendado que se faça isso perto da hora de dormir).

Talvez não tenhamos atendido a sua expectativa se você gostaria de encontrar uma fórmula milagrosa de como fazer o bebê dormir a noite toda? Mas cada criança é diferente uma da outra e cada caso é um caso. Você pode encontrar uma solução que se adeque melhor ao seu filho(a), porém não podemos generalizar.

Espero que nossas dicas tenham ajudado de alguma forma. Porém sempre orientamos que procure um(a) especialista para que possa te direcionar melhor, com mais clareza e individualidade.